segunda-feira, 28 de março de 2011

Poema numérico

Há um Oito na minha vida
que se esconde atrás dos meus sete ofícios...

Roubei o número à R.

6 comentários:

Anónimo disse...

Há um SEIS na minha vida.
O mais belo Presente dos meus dias , esperança de te ver crescer !

Tenho nome de Flor

Carmo disse...

Hoje são 28... ou já não são...
Há dias celebrei os 88 anos de uma amiga...
Hoje soube que a mãe de um amigo (e uma amiga também) está bastante doente...
Para quem acredita na magia dos números, ou noutras magias, na força dos afectos, peço que se junte a mim para pensar nessa amiga, mãe do meu amigo...
A vossa força tem-me ajudado... Talvez os ajude também
Obrigada

César Paulo Salema disse...

Assim farei, C.
Bj

Carmo disse...

Muito obrigada P.
Felizmente, hoje tive a notícia de que está a melhorar um pouco.
Não há coincidências...
Espero fortemente que o caminho continue a ser nesse sentido...
Um abraço reconhecido

Anónimo disse...

Tenho um 11 na minha vida.
O dia em que te conheci, o dia em que casámos, o dia que comemoramos

Tenho nome de Flor

Passiflora Maré disse...

Tenho três filhos dois nasceram no oito e depois somaram-se e nasceu o que falta, no dezasseis.
E nasceram todos no tempo em que as manhãs são sinfonia de ave e a madrugada chuva de orvalho.