segunda-feira, 25 de agosto de 2008

25 de Agosto de 1988








Faz hoje 20 anos, Lisboa acordou em sobressalto, ao som das sirenes dos carros de bombeiros.
O Chiado Estava a arder. Prédios inteiros foram destruídos pelas chamas, que lavraram durante cerca de oito horas pelas ruas do Carmo, Garrett, Nova do Almada, Ivens e Crucifixo, chegando também à Rua do Ouro, Calçada do Sacramento e outras artérias da Baixa.
O incêndio destruiu 18 prédios, fez dois mortos, 73 feridos, desalojou entre 200 a 300 pessoas e deixou desempregados cerca de dois mil trabalhadores.
A pior tragédia que assolou a cidade desde o terramoto de 1755 deixou para sempre marcas no coração da cidade, hoje completamente renovada.




4 comentários:

Jota Cê Mascarenhas disse...

E já passaram 20 anos sobre a tragédia!
Fotos espectaculares.

Passiflora Maré disse...

è verdade Jota Cê. Quanto tempo...

AugustoMaio disse...

As fotografias estão maravilhosamente conseguidas, não obstante a realidade. A lembrança é, como sempre, muito oportuna.

Passiflora Maré disse...

Muito obrigada, Caro Augusto!
As fotos foram recolhidas na net, de entre muitas disponíveis.