domingo, 7 de setembro de 2008

O Pintor das Estrelas







Pinturas de Juan Miró, 1893-1983.

Eugène Ionesco, afirmou em 1972: "cada uma das obras de Miró é um jardim que dança, um coro, uma ópera de cores que são flores, que são seres a florescer".

4 comentários:

Anabela Magalhães disse...

Que agradável surpresa abrir este blogue e encontrar Miró, somente um dos meus pintores preferidos.
Admiro a simplicidade e a elementaridade do traço, da mensagem simultaneamente tão complexos. Com pouco se diz muito. Mas isto só está ao alcance de poucos.
Para quem gosta de Miró aconselho uma visita ao museu do Prado, em Madrid. Para ver e voltar a ver.
Bjs

Passiflora Maré disse...

Também eu admiro a simplicidade do traço e a fogosidade da cor!

Jota Cê Mascarenhas disse...

Estes quadros de Góia, simples, intuitivos, levam-nos para a reflexão sobre o quão interessante é o mundo visto pelos olhos das crianças. As cores e as formas ganham e transportam-nos a outras dimensões. Quase me atreveria a dizer que todos os compartimentos deveriam ter um quadro pintado por uma criança.

Jota Cê Mascarenhas disse...

Onde está Góia, leia-se Miró, obviamente.