sexta-feira, 25 de março de 2011

WOODY




Na minha próxima vida, quero viver de trás para frente. 
Começar morto, para despachar logo o assunto.
Depois, acordar num lar de idosos e ir-me sentindo melhor a cada dia que passa.
Ser expulso porque estou demasiado saudável, ir receber a reforma e começar a trabalhar, recebendo logo um relógio de ouro no primeiro dia.
Trabalhar 40 anos, cada vez mais desenvolto e saudável, até ser jovem o suficiente para entrar na faculdade, embebedar-me diariamente e ser bastante promíscuo.
E depois, estar pronto para o secundário e para o primário, antes de me tornar criança e só brincar, sem responsabilidades. Aí torno-me um bebé inocente até nascer.
Por fim, passo nove meses flutuando num “spa” de luxo, com aquecimento central, serviço de quarto à disposição e com um espaço maior por cada dia que passa, e depois – “Voilá!” – desapareço num orgasmo.
WOODY ALLEN

2 comentários:

Anónimo disse...

Bem tirado "Woody"

P. está o MÁXIMO.
Beijinhos
Tenho nome de Flor

Carmo disse...

Assim é que seria VIDA!!!
Mas onde estaria o saber de experiência feito?
Acho que voto mais no terminar em GRANDE, quando ainda nos sentimos no auge. A curva descendente é-me insuportável pelo que nos vai doer e iremos imaginar fazer doer aos outros.
O tempo está dentro de nós. O meu já passou. Talvez o auge me tenha passado despercebido, mas é tempo...